domingo, outubro 09, 2005

Votar em consciência

Pois. Mas não me lembro de uma eleição onde me sentisse tão dividido. Ruben ou Carrilho? Por todas as razões, nem sempre as mais certas. Um voto é um voto é um voto. Ao olhar para um bolteim de voto em branco, percebo melhor a expressão 'bloqueio criativo face a uma folha vazia'. Posso mesmo ser culpado do que se vai passar em Lisboa nos próximos anos? Não me apetecia nada fazer asneira nas primeiras eleições em que voto para a capital. É para isso que servem os votos em branco? Mas eu não acredito num voto em branco. Ai de mim...

4 comentários:

Rogério Nuno Costa disse...

Força Amares, olé!!

Ainda bem que não voto em Lisboa...

lol

Quem? disse...

para mim foi fácil...escrevi: eu já não moro aqui! (lololol)

*

Anónimo disse...

Por favor senhor Tiago! Devia ter esperado pelo fecho das urnas par fazer tais comentários, estamos em dia de reflexão. já basta a pouca consiciência democrática do senhor Dr.Mário Soares. Saber esperar é uma virtude.
Cláudia Jardim

Anónimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on! qatar distance learning online training joung teens sex