sábado, outubro 08, 2005

.A lei dos amantes (106)

"não tenho medo de usar as palavras, tenho medo do que elas podem provocar, há quem dê muita importância e diga que é um passo muito importante, pois bem se amar é ser feliz e desejar a felicidade do outro, eu amo-te, se é pensar em alguém sem querer nada em troca, eu amo-te, de querer partilhar a vida, eu amo-te e não tenho medo em dizê-lo. não disse, escrevi. mas volto a escrever: EU AMO-TE. sem medo "

3 comentários:

Tiago disse...

e eu a ti

domingo disse...

repito: amo-te

Anónimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it » »