sexta-feira, outubro 07, 2005

Masoquismo

Eu confesso que li os três primeiros romances da Margarida Rebelo Pinto. Li-os num ápice e pouco me disseram. Qualquer coisa a mais que isto e caíria nos clichés habituais. Longe de mim falar neste momento, que não leio um romance desde Fevereiro. Mas o João Pedro George, decidiu ler, com L grande, a obra completa de Margarida Rebelo Pinto. Frases repetidas, esterótipos, auto-plágios, erros gramaticais... E chegou a uma conclusão: "Pela minha parte, desisto. Desisto de Margarida Rebelo Pinto. Mas dou-lhe, ainda assim, um conselho: dê-se por muito feliz pela indiferença com que a crítica até hoje a tem tratado".

A ler, com toda a atenção no Esplanar, onde a análise profunda é acompanhada de notas explicativas, fotografias dos livros rabiscados, mas, sobretudo, um prazer enorme no acto de ler e pensar.

1 comentário:

Conchita disse...

ganda maluco