sábado, setembro 10, 2005

Indo eu, indo eu...

... a caminho de Viseu. Cidade fria, cidade pesada, cidade de pedra, cidade antipática, cidade deserta. Fui a Viseu por uma noite, em trabalho [resultados na 2ª feira, no PÚBLICO]. As gentes são do mais distante que conheci. E as ruas andam vazias. Ouviam-se gritos de gente a discutir, mas das pessoas nada. E não sei se é pelas notícias que de lá chegam, mas anda tudo muito retraído. E depois a viagem de regresso... aflito para ir à casa de banho, com uma terrível dor de dentes que nem uma tablete de TRIFENE 200 aliviou (pelo menos dores menstruais não terei), cheio de fome e sono... nunca Lisboa me pareceu tão distante.

9 comentários:

C.S.A. disse...

News not found!

Tiago disse...

já está

LowFlow disse...

Pela anacrónica descrição, poderei dizer que não conheces Viseu e as suas pessoas. Viseu é difícil mas honesta, simples mas fiel, dura mas corajosa. Nunca poderás entender isso, pois não vivências toda a sua beleza e encanto. Morrerás na ignorância.

Duarte disse...

E o alojamento? Foi facilmente ultrapassável?

Anónimo disse...

Tiago, vives na lua, precisavas era de estar uma semanita num resort da amadora, ou então uma barraquinha no casal ventoso! Os alfacinhas têm o cuzinho na lua o resto não presta. Continua a comer os restinhos nos restaurantes de Lisboa que eu em Viseu prefiro um bom cozido á portuguesa ou uma feijoada!

Álvaro disse...

Desculpa, mas há uma coisa que não percebi. Foste a Portugal ou à Roménia?

Babi disse...

Só por uma noite como podes dizer isso tudo? Aconselho-te a passar mais uns dias, nao tem nada de fria, de pesada, antipatica, nem deserta. De pedra ja nao contesto, nao estivessemos nós na terra do granito!

Anónimo disse...

O gajo é doido! Por favor fica e não voltes!!!

INDIGENTE ANDRAJOSO disse...

entao mas anda tudo parvo é?

tiago, tornaste-te o bode expiatório da moda...