quarta-feira, agosto 31, 2005

Representações do corpo (X)

Antony Gormley (Inglaterra, 1950)



Domain Field, 2004


The structures that make up these works are random matrices that identify the body less as an object and more as a place of becoming. I am drawn to fractal geometry and other ways in which science has allowed us to see and participate in the invisible. I feel somewhat uncomfortable describing my work because I want it to be free to be experienced freely. At the same time it is important that it comes from somewhere very concrete: the living moment of a living body experiencing its own existence. For the first time in my work I have asked a multitude of others to join me in having their bodies moulded: a moment in which the attitudes that are contained by the body are externally registered.


With Antony Gormley , the body is only allowed to resurrect in function of the space it contains within and the space containing it from without. In itself, it will never be allowed to come to life and to begin to speak through adopting expressions, gestures and poses. Instead of a sensuous apparition of the idea it is reduced to an element in a concept.



Até ao fim do mês de Agosto, aproveita-se a canícula e os corpos mais descobertos para dar a ver (e a pensar) o corpo como matéria de criação artística. A escolha não será certamente representativa de um estudo do corpo através da arte, mas serve para olhar o corpo como mais do que mera massa. Ou talvez não. Primeiro apresentam-se propostas de mulheres, para depois se escolherem propostas masculinas. O corpo, como a arte o vê e representa. Sugestões, comentários, referências, outros nomes podem ser enviados para o mail ou deixados na caixa de comentários. Até ao fim de agosto n'O Melhor Anjo, dá-se ao corpo o espaço materializável.

2 comentários:

C.S.A. disse...

Curioso, Tiago!
É telepatia (risos).
Mas foi muito boa esta sequência sobre o corpo.
Abraço

Quem? disse...

óoooooo já estamos em setembro...
mas lembrei-me agora de algo que poderia ser acrescentado: http://www.vangoghmuseum.nl/1015-newsdb/nieuws?action=nieuws_view&id=270&cat_id=6

Eu estive lá, muito bom mesmo!Se quizeres saber mais já sabes, mi liga vai!

Beijos